#229e00

#0d4f00

TRAGÉDIA: Garoto de 13 anos que matou mãe, irmão e atirou contra o pai em Patos disse que se sentia pressionado por boas notas

TRAGÉDIA: Garoto de 13 anos que matou mãe, irmão e atirou contra o pai em Patos disse que se sentia pressionado por boas notas

O garoto acusado de matar a mãe e o irmão mais novo, além de deixar o pai gravemente ferido em Patos, cidade localizada na região do Sertão paraibano, confessou o crime após ser detido. A tragédia que foi registrada na tarde desse sábado (19) no bairro Jardim Guanabara acabou chocando o país inteiro.

De acordo com o delegado, durante o depoimento o adolescente afirmou que se sentia pressionado pelos pais cobravam boas notas na escola e atribuíram o mau desempenho a um jogo virtual que o menor se distraia com ele.

Além disso, o adolescente afirmou que se sentia pressionado por precisar realizar atividades de casa como forrar cama e lavar a louça.

Ainda de acordo com o delegado, o adolescente esperou o pai sair pra comprar um remédio para a mãe que estava com dor de dente, colocou o irmão mais novo no quarto, entregou o celular da mãe pra ele e foi até o escritório do pai, onde pegou a sua arma que estava trancada num armário de ferro. Em seguida, ele se dirigiu ao quarto onde estava a mãe dormindo, encostou a arma em sua cabeça e efetuou um disparo.

O irmão de 7 anos ao ouvir o disparo correu para o quarto e entrou em discussão com o adolescente, que ainda o perseguiu pela casa para atirar, quando o pai retornou para casa. O sargento da polícia tentou acalmar o filho, que não obedeceu e atirou contra ele. O irmão, ao ver o pai caído ao chão, correu para abraçá-lo, quando o adolescente também atirou no irmão pelas costas.

Em seguida, ele acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e escondeu a arma. Quando a Polícia chegou ao local ele tentou convencer os policiais que uma pessoa teria entrado na residência, o que foi logo descartado já que o pai confirmou que o filho tinha atirado contra a família.

Iranilda de Sousa Medeiros de Araújo e o irmão de 7 anos morreram ainda no local. O sargento Benedito da Silva de Araújo foi socorrido ao Hospital Regional de Patos em estado grave, porém encontra-se consciente e se recuperando. Ele ficou com uma bala alojada na coluna.

O adolescente foi encaminhado para Delegacia de Patos e está a disposição da Justiça.

Fonte: Portal Picuí Hoje

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print