#229e00

#0d4f00

Secretaria de Saúde não vai exigir comprovante de vacina contra a Covid-19 para acesso ao São João de Campina Grande

Secretaria de Saúde não vai exigir comprovante de vacina contra a Covid-19 para acesso ao São João de Campina Grande

A Secretaria de Saúde de Campina Grande não vai exigir a apresentação do comprovante de vacina contra a Covid-19, para acesso ao São João da cidade, que vai concentrar as maiores apresentações no Parque do Povo. A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação do órgão, nesta terça-feira (11). Festa acontece entre 10 de junho e 10 de julho.

De acordo com a Secretaria, “não há decreto que exija. Por isso, a preço de hoje, não será exigido”. Os protocolos de biossegurança eram exigidos, segundo o órgão, em “um plano de contingência inicial”.

g1 entrou em contato com o Ministério Público Estadual da Paraíba (MPPB) e com o Ministério Público Federal (MPF), para questionar se haveria alguma intervenção com relação à exigência do comprovante de vacina para acesso ao São João de Campina Grande, mas não obteve respostas até a publicação desta matéria.

Na Paraíba, a primeira dose do imunizante foi aplicada no dia 19 de janeiro do ano passado e trazia esperança para a população. Porém, era necessário que mais de 70% dos campinenses recebessem a vacina para que pudesse acontecer algum tipo de flexibilização nas medidas de biossegurança contra a doença.

Mesmo com a chegada da vacina contra a Covid-19, um novo decreto com restrições cancelou o São João em Campina Grande pelo segundo ano, em 2021.

Agora, em 2022, várias quadrilhas podem finalmente voltar a se apresentar no São João de Campina Grande. Mas, apesar da felicidade do retorno, algumas quadrilhas vão permanecer na expectativa por conta da falta de recursos.

Por g1 PB