#229e00

#0d4f00

Projeto inclui a “Paixão de Cristo” de Cuité no Calendário Religioso do Estado da Paraíba

Projeto inclui a “Paixão de Cristo” de Cuité no Calendário Religioso do Estado da Paraíba

Considerado o maior espetáculo ao ar livre da Paraíba a “Paixão de Cristo” realizada no município de Cuité, envolve a cada edição cerca de 300 pessoas, entre atores, figurantes, produtores e técnicos. O evento que reúne milhares de pessoas de todo o estado e de fora dele, pode ingressar no Calendário Religioso da Paraíba, conforme o projeto de Lei 3.750/22, que tramita na Assembleia Legislativa (ALPB), de autoria da deputada Rafaela Camaraense (PSB).
“A peça que acontece em parceria da Prefeitura Municipal de Cuité e o Centro de Educação e Saúde, da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), já se tornou um evento tradicional na Paraíba e merece ser incluída no Calendário Religioso do nosso estado. Esse é um espetáculo que conta com a participação de todos, inclusive dos comerciantes locais que patrocinam parte da produção do espetáculo. Temos muito orgulho desse grande evento realizado no município de Cuité”, disse Rafaela.

A peça é apresentada ao ar livre no Olho D’Água da Bica, uma nascente localizada no Campus da UFCG, no município de Cuité. O espetáculo é uma realização da Companhia Cuiteense de Teatro, que há mais de oito anos conta a história dos últimos momentos da vida de Jesus, com o apoio dos moradores do município.

Segundo o diretor geral, Ismael Moura, a “Paixão de Cristo” é uma tradição na cidade desde o ano de 1992. “Anteriormente quem montava a peça era a companhia TEAC, mas deixou de realizar em 2006 devido à falta de incentivo. Em 2014, decidimos com o apoio do poder público local, reativar o espetáculo trazendo algumas inovações e envolver toda a comunidade cuiteense”, explicou Ismael.

Para acomodar o público, uma infraestrutura de camarotes e arquibancadas é montada no local da encenação para que os espectadores possam assistir à peça sem precisar se locomover entre as cenas. Além disso, a platéia tem a opção de um contato mais próximo com a natureza, acomodando-se no chão, levando seus tapetes ou almofadas para prestigiar o espetáculo.
Assessoria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print