#229e00

#0d4f00

Peritos usam drones, postagens e vestígios de DNA para identificar golpistas em atos de vandalismo

Peritos da Polícia Federal seguem trabalhando nesta segunda-feira (9) para identificar os golpistas que depredaram neste domingo (8) as sedes dos três poderes da República – o Palácio do Planalto, o Congresso e o Supremo Tribunal Federal (STF).

As equipes usam várias técnicas complementares para chegar aos nomes da minoria de bolsonaristas radicais que cometeu os crimes. E que, além da destruição, deixou pistas das identidades durante os atos de terrorismo.

Desde que a situação foi controlada, peritos vêm recolhendo vestígios de DNA, analisando imagens de drones capturadas ainda durante a invasão e analisando postagens nas redes.

Vários golpistas usaram a internet para convocar os atos de terrorismo e fizeram “lives” durante a depredação.

Levantamento do dano

Além da identificação dos suspeitos, os peritos também ajudam no levantamento do dano causado pela minoria de bolsonaristas radicais na Esplanada dos Ministérios.

A lista em elaboração na PF vai materializar as quebras de vidros e portas; os locais onde houve incêndio ou uso de explosivos, e o dano ao patrimônio cultural com o furto e a destruição de obras de arte, por exemplo.

Globo news