#229e00

#0d4f00

PB Rural Sustentável capacita 3,5 mil famílias sobre construção, uso e manutenção de cisternas.

PB Rural Sustentável capacita 3,5 mil famílias sobre construção, uso e manutenção de cisternas.

O Projeto Cooperar do Estado da Paraíba, por intermédio do programa PB Rural Sustentável, começou nesta semana a capacitação das 3,5 mil famílias que serão beneficiadas com a construção de cisternas de placas. A homologação do contrato para a construção de 3.500 cisternas em 69 municípios da Paraíba foi anunciada pelo governador João Azevêdo, no programa Conversa com o Governador desta semana, cuja ação representa investimentos de aproximadamente R$ 40 milhões.

A cisterna é uma das melhores e mais eficazes alternativas para minimizar os efeitos da estiagem. Por isso, a construção deste equipamento em comunidades rurais paraibanas é uma das principais ações do PB Rural Sustentável, executado pelo Governo do Estado da Paraíba, por meio do Projeto Cooperar. E estas oficinas são justamente para que as famílias beneficiárias saibam construir, usar, façam a manutenção correta dessas cisternas e garantam o uso racional da água e sua qualidade.

Ao todo, serão realizadas 168 Oficinas de Capacitação para Beneficiários das Cisternas, no período de três semanas: de 25 a 29/04, de 02 a 06/05 e de 09 a 13/05. As oficinas são ministradas por 10 equipes formadas pelos técnicos do Cooperar e da parceira Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer).

Para isso, foi promovida uma reunião com os profissionais do Projeto Cooperar, para Nivelamento Metodológico das Equipes Técnicas sobre as Oficinas de Capacitação para Beneficiários das Cisternas, no auditório do órgão. Na ocasião, eles receberam instruções para que orientem as famílias beneficiárias quanto à adequada construção, utilização e manutenção das cisternas, garantindo uso e gestão da água com qualidade. O coordenador geral do Projeto Cooperar, Omar Gama, abriu os trabalhos e a coordenadora do Componente 1, Nalfra Queiroz, deu sequência durante o dia inteiro.

Além dos técnicos, também participaram do nivelamento o chefe de Gabinete, Marcílio Nóbrega, a gerente Operacional, Elisane Abrantes, o gerente de Planejamento, Monitoramento e Avaliação, Flávio Luna, os regionais Francisco Delgado (Sumé), Kleber Sousa (Sousa), Sebastião Pereira (Soledade) e Zé Filho (Patos), a coordenadora do Componente 2, Angeluce Lavor, do Componente 3, Valdecy Freire, da Salvaguardas Socioambientais, Carolina Sátiro e o coordenador de TI, Eduardo Vicentin, entre outros.

Beneficiados – Serão contemplados com as cisternas os municípios de Alagoinha, Belém, Ingá, Mogeiro, Mulungu, Pilões, Serraria, Sobrado, Alagoa Grande, Alagoa Nova, Algodão de Jandaíra, Araruna, Areia, Baraúna, Barra de Santa Rosa, Boa Vista, Borborema, Cacimba de Dentro, Casserengue, Cubati, Dona Inês, Esperança, Lagoa Seca, Massaranduba, Pedra Lavrada, Salgadinho, Santo André, São Sebastião de Lagoa de Roça, São Vicente do Seridó, Solânea, Soledade, Barra de São Miguel, Caturité, Livramento, Monteiro, Santa Cecília, São João do Tigre, Serra Branca, Umbuzeiro, Água Branca, Cacimba de Areia, Conceição, Condado, Coremas, Itaporanga, Juru, Manaíra, Pedra Branca, Piancó, Princesa Isabel, Santa Inês, Santana de Mangueira, São José de Caiana, São José de Espinharas, São José de Princesa, São Mamede, Tavares, Aparecida, Bom Sucesso, Brejo do Cruz, Cachoeira dos Índios, Catolé do Rocha, Catolé do Rocha, Monte Horebe, Riacho dos Cavalos, São João do Rio do Peixe, São José de Piranhas, Sousa e Vieirópolis.

O Projeto Cooperar/PB Rural Sustentável, vinculado à Secretaria de Estado da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido (Seafds), é um programa do Governo do Estado da Paraíba que tem o objetivo de melhorar o acesso à água, reduzir a vulnerabilidade agroclimática e aumentar o acesso a mercados da população rural da Paraíba.

Secom PB