#229e00

#0d4f00

João Pessoa terá fogos silenciosos no Réveillon e CRMV-PB sugere que municípios proíbam artefatos com barulho.

Este ano a Prefeitura de João Pessoa cumprirá o determina a Lei 1.947/2020 que proíbe a utilização, queima e a soltura de fogos de artifício e artefatos de efeito sonoro em eventos realizados pela administração municipal. A festa de Réveillon na praia de Tambaú terá uma queima de fogos silenciosa. Para o Conselho Regional de Medicina Veterinária da Paraíba (CRMV-PB) a Lei municipal é importante para proteger animais, pessoas que convivem com transtorno do espectro autista, idosos, crianças e outras pessoas que sentem incômodo com o barulho.

Segundo o presidente do CRMV-PB, José Cecílio, será sugerido aos parlamentos e municipais e aos deputados estaduais a criação de uma Lei que, aos moldes do que diz a lei de João Pessoa, possa proibir artefatos de efeito sonoro em eventos. “Vamos sugerir esse projeto para que possamos expandir para todo o estado. A nossa sugestão é que a lei estadual seja mais abrangente, proibindo os fogos com barulhos em quaisquer eventos públicos ou privados”, destacou.

Este ano, o Conselho Regional de Medicina Veterinária da Paraíba em parceria com a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), e o Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) lançaram a campanha “Brilho sim, barulho não”, com o objetivo de conscientizar a população sobre os riscos que os fogos de artifício causam nos bebês, crianças, idosos, autistas e animais.

José Cecílio lembrou ainda que os animais ouvem 500 vezes mais alto que os seres humanos e com o barulho dos fogos sofrem tremores, desorientação, problemas cardíacos e até a morte. “É importante que protejamos os nossos animais e esse projeto que sugerimos se torna fundamental para que isso aconteça em toda a Paraíba”, disse.

Assessoria