#229e00

#0d4f00

Em Picuí, foram iniciadas várias obras de infraestrutura na sede do município

A 2ª semana de janeiro de 2023, começa com a sequência de várias obras estruturantes na sede do município de Picuí, capital do Seridó Oriental Paraibano.

A gestão municipal dá continuidade ao serviço de pavimentação em paralelepípedos do acesso que interliga a rua Antônio Garcia no bairro São José, com a PB 177, que nos próximos dias receberá pavimentação asfáltica. Neste trecho, ainda será construído um trevo de acesso no entroncamento da rodovia, para facilitar a entrada e saída de veículos no referido bairro.

“Esse é o trecho IV da rua Antônio Garcia e a 82ª rua pavimentada na minha gestão, que será uma rota de acesso entre a PB 177 passando pelo bairro São José, até o centro da cidade. Após a conclusão do pavimento em paralelepípedo a rua receberá asfaltamento por parte do governo do estado” – disse o prefeito Olivânio.

Outra ação em andamento, é a revitalização da rua Manoel Lourenço de Farias, via que liga o bairro Monte Santo com a alça de acesso ao Cenecista, que também será asfaltada.

Outro serviço que terá continuidade, é a adequação da Francisco Pereira Gomes, no bairro Monte Santo, com a praça sendo realocada, fazendo com que a rua ganhe mais espaço, facilitando o fluxo de veículo e estacionamento da referida via pública.

“Um transtorno de mais de 3 décadas, será resolvido. Vários acidentes já ocorreram na área devido a declividade da rua. Após a realocação da praça, iniciaremos a pavimentação asfáltica” – anunciou o gestor municipal.

Mais uma ação de infraestrutura urbana, será a retirada de duas residências na rua 18 de março (antigo “beco de Pedra Lavrada”), para alargamento da rua que receberá o asfalto, tornando-se uma via de acesso a PB 177, passando pelo bairro São José.

“Estamos preparando Picuí para o futuro, corrigindo erros urbanísticos que ocorreram ao longo de mais de um século. Ruas mal dimensionadas e estreitas. Esse trecho que interliga o centro da cidade ao bairro São José, será alargado com a demolição de duas casas, que foram indenizados pela prefeitura. A partir da próxima semana teremos a concretização de uma grande avenida que se estenderá por mais 1 km” – pontuou o chefe do Poder Executivo Municipal picuiense.

Ainda na 1ª semana de janeiro de 2023, o prefeito deu ordem de serviço para a segunda etapa de reforma e ampliação da EMEF Pedro Henriques, no bairro São José.

Vale salientar que todas as ações acima mencionadas integram o programa de governo “Picuí Cidade Nova II”, e estão sendo realizadas com recursos do tesouro municipal.

Outras obras em andamento no município, que foram iniciadas dias atrás, podemos destacar o trabalho de conclusão da biblioteca municipal, encontrada inacabada pelo atual gestor;

Reconstrução do Centro de Formação para Professores, nas dependências do parque ecológico e faz parte do complexo do CIPS (Centro Integrado das Políticas Sociais Professora Francinete Cunha, e custará aproximadamente R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) aos cofres do município.

Outras obras relevantes estão sendo edificadas pelo “Governo da Participação II”, como a construção de dois ginásios poliesportivos: Um no bairro Limeira, e outro no distrito de Santa Luzia do Seridó; Construção do Abatedouro Público Municipal; pavimentação de ruas, Etc.

Nos próximos dias serão iniciados os trabalhos de construção do almoxarifado do Projeto Social Vida Ativa, no CIPS, (Cenecista), com valor estimado em R$ 174.179,36;

Piso externo e muro do ginásio poliesportivo do distrito de Santa Luzia do Seridó, conforme projeto básico, com investimento de R$ 106.533,43.

O município ainda receberá, em parceria com o Governo do Estado da Paraíba, uma creche no bairro Pedro Salustino para atender crianças de 0 a 6 anos de idade;

Uma escola com 6 salas de aulas, no bairro Pedro Tomaz, que atenderá alunos matriculados na Rede Municipal de Ensino;

Pavimentação asfáltica de várias ruas da cidade;

Uma Sede da Ciretran, entre outras ações públicas.

Esse é o Governo da Participação preparando o município para recebimento de grandes investimentos da iniciativa privada nos próximos anos.

Francisco Araújo