#229e00

#0d4f00

Em Cuité-PB, espetáculo `A Paixão de Cristo´ tem início nesta quinta (14)

Em Cuité-PB, espetáculo `A Paixão de Cristo´ tem início nesta quinta (14)

Depois de dois anos sem apresentações, o espetáculo ‘A Paixão de Cristo’ em Cuité, Curimataú  paraibano, vai ser encenado a partir desta quinta (14) e se estende até o sábado (16), a partir das 20h. A peça é apresentada ao ar livre no Olho D’Água da Bica, nascente localizada no campus da UFCG. Os ingressos podem ser adquiridos pela internet.

O espetáculo é uma realização da Companhia Cuiteense de Teatro, que há mais de oito anos conta a história dos últimos momentos da vida de Jesus, com o apoio dos cuiteenses.

Segundo o diretor geral, Ismael Moura, A Paixão de Cristo é uma tradição na cidade desde o ano de 1992. “Anteriormente quem montava a peça era a companhia TEAC, mas deixou de realizar em 2006 devido à falta de incentivo. Em 2014, decidi com o apoio do poder público local, reativar o espetáculo trazendo algumas inovações e envolver toda a comunidade cuiteense”, explicou Ismael.

A Paixão de Cristo de Cuité é considerada o maior espetáculo ao ar livre da Paraíba e envolve a cada edição cerca de 300 pessoas, entre atores, figurantes, produtores e técnicos.

Para acomodar o público, uma infraestrutura de camarotes e arquibancadas é montada no local da encenação para que os espectadores possam assistir à peça sem precisar se locomover entre as cenas. Além disso, a plateia tem a opção de um contato mais próximo com a natureza, acomodando-se no chão, levando seus tapetes ou almofadas para prestigiar o espetáculo.

Com o uso de efeitos especiais, iluminação e um sistema de sonorização, a plateia pode envolver-se com a história no decorrer dos 120 minutos de encenação.

Para a edição de 2022, Ismael disse que entre as novidades estão novos efeitos especiais e a inserção de algumas cenas impactantes, mas sem mudar a história da Paixão de Cristo em si. “Nossa intenção é emocionar o público, desde o católico, o espírita e até o ateu”, antecipou o diretor do espetáculo.

Redação com Correio

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print