#229e00

#0d4f00

Auxílio Gás 2023: benefício volta a ser pago em fevereiro

O Auxílio Gás volta a ser pago em fevereiro de 2023. O benefício continuará sendo depositado a cada dois meses e as datas do pagamento serão com base no último dígito do Número de Identificação Social (NIS). O programa ainda pagará 100% do valor médio do botijão de gás de cozinha de 13kg, calculado pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Em dezembro, o valor pago às famílias foi de R$ 112 e contemplou 5,95 milhões de pessoas. O conselheiro federal do Conselho Federal de Economia Fernando Aquino ressalta a importância do benefício para as famílias mais vulneráveis. O economista observa que o gás de cozinha é um item essencial.

“É um benefício muito importante no Brasil para as famílias de baixa renda, porque é um item essencial para o preparo dos alimentos em casa e que não tem substitutos muito fáceis, muito acessíveis.”, afirma o especialista.

Aquino também aponta que o valor do preço do botijão não é acessível para as famílias de baixa renda, devido às últimas elevações de preço por fatores externos, que acabam refletindo no cenário nacional. Por isso a relevância desse benefício para essas pessoas, segundo o economista.

“A boa notícia é que ele [Auxílio Gás] voltaria a ser 50% do preço médio nacional, mas o governo atual manteve em 100% desse valor. Então as famílias terão 100% desse valor que é pago pelo botijão de 13 kg”, observa o conselheiro federal.

Quando o benefício foi lançado em 2021, o valor pago para os beneficiários era de 50% do valor médio nacional do botijão de 13 kg. No entanto, com a aprovação da PEC dos Benefícios, o repasse ficou estabelecido em 100% até dezembro de 2022. A manutenção dessa porcentagem para 2023 foi assegurada após a aprovação da PEC da Transição.

Veja o calendário de pagamentos em 2023:

NIS terminado em 1

Fevereiro: 13

Abril: 14

Junho: 19

Agosto: 18

Outubro: 18

Dezembro: 11

NIS terminado em 2 

Fevereiro: 14

Abril: 17

Junho: 20

Agosto: 21

Outubro: 19

Dezembro: 12

NIS terminado em 3 

Fevereiro: 15

Abril: 18

Junho: 21

Agosto: 22

Outubro: 20

Dezembro: 13

NIS terminado em 4 

Fevereiro: 16

Abril: 19

Junho: 22

Agosto: 23

Outubro: 23

Dezembro: 14

NIS terminado em 5 

Fevereiro: 17

Abril: 20

Junho: 23

Agosto: 24

Outubro: 24

Dezembro: 15

NIS terminado em 6

Fevereiro: 22

Abril: 24

Junho: 26

Agosto: 25

Outubro: 25

Dezembro: 18

NIS terminado em 7

Fevereiro: 23

Abril: 25

Junho: 27

Agosto: 28

Outubro: 26

Dezembro: 19

NIS terminado em 8 

Fevereiro: 24

Abril: 26

Junho: 28

Agosto: 29

Outubro: 27

Dezembro: 20

NIS terminado em 9 

Fevereiro: 27

Abril: 27

Junho: 29

Agosto: 30

Outubro: 30

Dezembro: 21

NIS terminado em 0 

Fevereiro: 28

Abril: 28

Junho: 30

Agosto: 31

Outubro: 31

Dezembro: 22

Direito ao benefício

Podem receber o Auxílio Gás as famílias inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) que recebem até meio salário mínimo por pessoa (R$ 660) e famílias que têm pessoas que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), inscritas ou não no CadÚnico.

O pagamento para as famílias inscritas no CadÚnico será feito ao responsável familiar, devendo este estar indicado no cadastro. Já as famílias que têm beneficiários do BPC, o pagamento será feito ao titular do auxílio ou ao seu responsável legal.

Para saber se tem direito ou não, as pessoas também podem consultar a situação da assistência no aplicativo Auxílio Brasil, disponível para Android e IOS, pelo aplicativo Caixa Tem, também disponível para Android e IOS, ou pelo telefone 111. Em caso de dúvidas, os beneficiários podem entrar em contato pelo número 121.

Fonte: Brasil 61