#229e00

#0d4f00

Aprovada a aplicação de dose de reforço da vacina Comirnaty em crianças e adolescentes.

A dose de reforço da vacina para Covid-19 poderá ser aplicada pelo menos 6 meses após a administração da segunda dose.

A Anvisa autorizou na última segunda-feira (5/12) a alteração de posologia da vacina Comirnaty, vacina para Covid-19, da empresa Pfizer. A alteração foi solicitada em junho/2022 e resultará na inclusão na bula do produto da recomendação para aplicação de uma dose de reforço ao esquema vacinal primário em crianças a partir de 5 anos e adolescentes.

A aplicação da dose de reforço (terceira dose) já estava autorizada para os maiores de 18 anos.

A decisão é válida para a vacina pediátrica monovalente e a dose de reforço indicada em bula é da própria vacina monovalente da Pfizer. A vacina pediátrica da Pfizer é identificada pela cor laranja da tampa.

Para a autorização a Anvisa avaliou dados clínicos enviados pela empresa e concluiu que os benefícios da alteração de posologia superam os riscos na aplicação da dose de reforço nessa faixa etária.

As vacinas contra a Covid-19 têm apresentado, de forma geral, o decaimento dos anticorpos com o tempo, justificando a avaliação periódica da necessidade de aplicação de doses de reforço, com o objetivo de manter níveis adequados de anticorpos capazes de neutralizar o vírus causador da doença.

A vacina Comirnaty em uso no Brasil está registrada junto à Anvisa desde 23 de fevereiro de 2021, com indicação para imunização de ampla faixa etária, iniciando-se a partir de 6 meses de idade.

Recomenda-se que todas as pessoas mantenham suas doses de reforço em dia de modo a melhorar a proteção contra casos graves e óbitos por Covid-19.

Fonte: Anvisa