#229e00

#0d4f00

Paraíba

7A1987FB-20B0-4D8D-BAFC-00B8CE656EB8
05/26/2022

Laudenice dos Santos Siqueira, mãe de Everton Siqueira, que tinha cinco anos, foi condenada a 34 anos de prisão, acusada de participar da morte do filho em um suposto ritual de magia oculta na cidade de Sumé, no Cariri da Paraíba, em 2015.

O julgamento ocorreu nessa terça-feira (24), durou cerca de 10 horas e foi transferido para o Tribunal do Júri em Campina Grande para evitar risco a acusada. O padrasto da criança e outro envolvido no crime seguem presos aguardando o julgamento.
O grupo é acusado de homicídio por motivo torpe, crime cruel praticado mediante tortura, impossibilidade de defesa da vítima, ocultação e destruição de cadáver, humilhação a cadáver e associação criminosa.
O caso
Everton Siqueira foi encontrado mutilado em um matagal, no dia 13 de outubro de 2015, em Sumé.
As investigações da Polícia Civil (PC) apontaram que a criança teria sido morta na madrugada de 11 de outubro, na zona rural, durante um ritual de magia negra.
Ainda conforme a PC, o sangue e os órgãos da criança foram retirados com a permissão da mãe, que participou do crime.
A polícia suspeitou da mãe e do padrasto da criança após perceber frieza no comportamento dos dois e durante a apuração do caso, ela acabou confessando o crime em depoimento.
O padrasto Joaquim Nunes dos Santos foi acusado em denúncia do Ministério Público da Paraíba (MPPB) de ser o mentor do crime com outros dois homens.
Assim como a mulher, os três foram presos, mas um deles foi assassinado no presídio e o MP acusa Joaquim desse homicídio, que teria ocorrido para que o caso da criança não fosse elucidado.
Marcílio Araújo/Portal Picuí Hoje.

Paraíba

E7CC8E4F-AF3C-443E-A1B0-90C6D872DA2B
05/26/2022

Nesta quarta-feira (25), foram registradas duas ocorrências na área policial no município de Frei Martinho, Seridó Paraibano. De acordo com informações de populares, à tarde, dois meliantes usando capacetes, chegaram a pé ao posto de combustíveis local, e um deles portando uma arma de fogo, abordaram o atendente e tomaram uma quantia em dinheiro, além de levarem a moto de um mototaxista que abastecia no momento da ação delituosa.

No início da noite, de acordo com narrativa de uma mulher, que circula em grupos de WhatsApp, a mesma se dirigia de moto para a escola, quando foi abordada por dois indivíduos a pé, nas proximidades de uma escola, localizada na comunidade Várzea Verde, e levaram a motocicleta que era conduzida pela senhora.

Nota-se que as duas ações são bem parecidas, deixando a entender que foram praticadas pelos mesmos meliantes.

A dupla deve ter abandonado ou escondido a moto tomada por assalto no posto de combustíveis e resolveram cometer o segundo assalto.

Outra sonora que circula na internet, é que a polícia conseguiu prender os dois homens e deve recuperar o que foi roubado.

Francisco Araújo

Entretenimento

E7A58D71-1DD9-45AB-A98C-383956C9A433
05/26/2022

Sandy anunciou nesta quarta-feira (25) a sua volta aos palcos! A cantora comunicou que fará uma nova turnê pelo Brasil desenhada para contemplar diversas regiões do país a partir do segundo semestre do ano.

“Estou trabalhando no repertório do show e cuidando de todos os detalhes pessoalmente. O que posso garantir e adiantar é que vamos cantar muito juntos! Não vejo a hora!”, declarou Sandy sobre a preparação de sua nova turnê.

A irmã de Junior também anunciou mais uma novidade: “Neste momento, estou debruçada em um novo projeto que pretendo lançar pertinho da turnê. Tudo está sendo produzido com muito carinho. Afinal, meus fãs merecem toda dedicação e capricho pra este nosso reencontro ao vivo“.

Sandy está longe dos palcos desde o ano de 2019, quando apresentou ao lado de Junior, a turnê comemorativa da dupla “Nossa História”, considerada uma das maiores de todos os tempos do mundo da música.

Valor dos ingressos e datas dos shows da nova turnê da Sandy

As vendas para os primeiros shows da nova turnê da Sandy começam na próxima semana, no dia 1º de junho. Os valores dos ingressos não foram divulgados.

A pré-estreia da turnê será em Campinas (SP), no dia 5 de agosto. Já no dia 18, a dona do hit “Aquela dos 30” faz sua esperada estreia na capital paulista, no Espaço Unimed (antigo Espaço das Américas).

Confira a agenda completa dos novos shows da artista:

Por David Mesquita / Metropolitana FM 

Paraíba

5A80E179-B602-4550-8511-6EAF99321187
05/26/2022

A deputada estadual Rafaela Camaraense (PSB) criticou nesta quarta-feira (25), durante discurso na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), a proposta de emenda à Constituição (PEC) 206/2019 que tramita na Câmara dos Deputados e estabelece a cobrança de mensalidades em universidades públicas do país. A parlamentar defende que a educação deve ser de acesso facilitado para todos, o que seria impedido com a medida, que pode ter efeito privativo nas unidades públicas de ensino superior e afetar principalmente a juventude mais carente.

“São absurdos como esse que não devemos permitir. Esse é um ataque à população pobre do Brasil, ao direito constitucional à educação e a uma das instituições que seguem sendo um espaço democrático como a universidade. Colocar uma mensalidade é elitizar e reduzir o acesso. Não me assusta saber que o grupo mais afetado será a juventude pobre brasileira. Essa PEC não se justifica”, pontuou a deputada.

Conforme a PEC, as instituições públicas devem cobrar mensalidades e os recursos serão usados para gerir o próprio custeio da unidade. As pessoas que não tiverem recursos suficientes para o pagamento serão avaliadas pela comissão de avaliação da instituição, que vai analisar se o estudante se enquadra nos parâmetros para ter a gratuidade. A proposta detalha que o valor de ‘corte’ em relação à renda será definido pelo Poder Executivo, mas ainda não há informações como isso acontecerá na prática.

Rafaela argumenta que a população já paga impostos suficientes para ter acesso a seus direitos básicos, como saúde e educação, sendo a exigência de um valor a mais uma medida descabida. “É um ataque à educação. Espero que os parlamentares do Congresso Nacional tenham bom senso e não deixem essa PEC avançar. Se não fosse o estudo na minha vida tenho certeza que não estaria onde estou hoje, por isso defendo a universidade pública”, afirmou.

PEC – A PEC 206, que pode obrigar as universidades públicas a cobrarem mensalidade dos alunos, foi retirada da pauta da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara, na última terça-feira (24). O motivo foi a ausência do relator da matéria, deputado Kim Kataguiri (União-SP), que está licenciado do cargo. O autor da PEC é o deputado General Peternelli (União-SP).

Após muito debate, os deputados, por acordo, aprovaram um requerimento para a realização de uma audiência pública sobre o tema. Apenas depois da audiência, ainda sem data marcada, a proposta deverá retornar à pauta.

Assessoria

Rio Grande do Norte

1CFBA112-4A8B-44BD-987E-FB56E7F09DBC
05/26/2022

Policiais civis da 9ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Santa Cruz, com apoio da Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (DEFUR) de Natal e das Delegacias de Nísia Floresta, São Tomé, Tangará e Nova Cruz, deflagraram, nesta terça-feira (24) e deram continuidade nesta quarta-feira (25), a Operação “Chave de Ouro”, que resultou no cumprimento cinco mandados de busca e apreensão, sete mandados de prisão preventiva, três prisões em flagrante e dois mandados de internação provisória.

Nas diligências desta terça-feira (24), foram presos em flagrante, pela suspeita da prática dos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico: Josefa Juciara dos Santos, 23 anos, Pedro Henrique da Silva, 21 anos, e Rodrigo Mendes da Silva, 25 anos, que também foi autuado por comércio ilegal de armas de fogo. Eles foram detidos em Santa Cruz.

Nesta quarta-feira (25), os mandados cumpridos em Campo Redondo, foram decorrentes da suspeita da prática do crime de organização criminosa; foram presos: Mayse Emanuelly Felix da Silva, 31 anos, Mateus Ferreira da Silva, 24 anos, e Antônio Galdino da Cruz Filho, 34 anos. Ainda em desfavor de um adolescente de 16 anos e de um homem de 19 anos, foram cumpridos dois mandados de internação provisória, relativos a ato infracional análogo à organização criminosa.

Além disso, foram cumpridos outros mandados de prisão preventiva pela suspeita do crime de organização criminosa contra: Lucas Tadeu Cruz da Silva, 24 anos, Derik Jardel Silva Araújo, 23 anos, Luiz Paulo Medeiros Santos de Oliveira, 25 anos, e Willamys Soares da Silva, 29 anos. Esses mandados foram cumpridos com os suspeitos já no sistema prisional, devido a outras práticas delituosas.

Os suspeitos foram conduzidos até a delegacia e encaminhados ao sistema prisional, onde permanecerão à disposição da Justiça. O adolescente de 16 anos e o homem de 19 anos foram conduzidos até o Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente (CIAD), em Natal. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Brasil

575A0A95-BCB3-48E9-84D9-55118BA83441
05/26/2022

Diante do aumento no número de casos da varíola de macaco, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu nota reforçando a necessidade de adoção de medidas “não farmacológicas”, como distanciamento físico, uso de máscaras de proteção e higienização frequente das mãos, em aeroportos e aeronaves, para retardar a entrada do vírus no Brasil.

A varíola de macaco é uma doença pouco conhecida porque a incidência é maior na África. Até o momento, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) há 131 casos confirmados de varíola dos macacos, registrados fora do continente africano e 106 outros casos suspeitos, desde que o primeiro foi relatado em 7 de maio.

“A Anvisa mantém-se alerta e vigilante quanto ao cenário epidemiológico nacional e internacional, acompanhando os dados disponíveis e a evolução da doença, a fim de que possa ajustar as medidas sanitárias oportunamente, caso seja necessário à proteção da saúde da população”, diz a nota divulgada na segunda-feira (23).

Ainda, de acordo com a agência, essas recomendações protegem não só contra a varíola e a covid-19, mas também contra muitas doenças infectocontagiosas.

“Tais medidas não farmacológicas, como o distanciamento físico sempre que possível, o uso de máscaras de proteção e a higienização frequente das mãos, têm o condão de proteger o indivíduo e a coletividade não apenas contra a covid-19, mas também contra outras doenças”, reitera a Anvisa.

Diante do quadro, o Ministério da Saúde criou uma sala de situação para monitorar o cenário da varíola dos macacos no Brasil. A medida, anunciada pela pasta na noite desta segunda-feira (23), tem como objetivo elaborar um plano de ação para o rastreamento de casos suspeitos e na definição do diagnóstico clínico e laboratorial para a doença.

“Até o momento, não há notificação de casos suspeitos da doença no país”, informou o Ministério da Saúde, em nota. A pasta afirma que encaminhou aos estados um comunicado de risco sobre a patologia, com orientações aos profissionais de saúde e informações disponíveis até o momento sobre a doença.

Agência Brasil